A produção brasileira de milho deverá totalizar 77,746 milhões de toneladas na temporada 2014/2015. O número representa um aumento de 0,7% sobre a safra anterior, de 77,187 milhões de toneladas, de acordo com projeção divulgada nesta sexta-feira (29/8) pela consultoria Safras e Mercado.

A área a ser plantada deve ter redução de 3,7%, para 14,526 milhões de hectares. No ano anterior, a semeadura ocupou 15,084 milhões de hectares. O levantamento projeta rendimento médio de 5.352 quilos por hectare, superando a temporada anterior, que foi de 5.117 quilos.

A safra de verão no Centro-Sul deverá subir de 26,755 milhões para 27,877 milhões de toneladas. A área deverá cair 9,5%, totalizando 4,961 milhões de hectares, com rendimento de 5.619 quilos por hectare.

Na segunda safra, devem ser plantados 7,964 milhões de hectares, praticamente repetindo 2013/2014. Com rendimento de 5.578 quilos por hectare, a produção está estimada em 44,426 milhões de toneladas, um pouco abaixo da atual temporada, de 45,2 milhões de toneladas.

“A cautela se faz inicialmente com o Nordeste devido à presença do fenômeno El Nino no clima para este próximo ciclo. Normalmente, o El Nino pode trazer situação de chuvas mais limitadas para chuvas na região Nordeste e comprometer parte da produção local. Sem dúvida, há uma boa projeção de produção para o próximo ano”, diz o analista Paulo Molinari.

Fonte: Revista Globo Rural