A cidade de Sousa ganhou mais um grande empreendimento, desta feita na área agrícola e agropecuária. O grupo Santana está investindo na produção de algodão no perímetro irrigado do município e tem gerado em um curto espaço de tempo, 30 empregos diretos e mais 100 indiretos.

Segundo o engenheiro Agrônomo paraibano, do Grupo Santana, Jackson Galdino, o terreno da região é muito fértil e apresenta uma área topográfica privilegiada. Ele explicou que está o grupo tem investindo na cidade pelo histórico de ter sido em décadas passadas o maior produtor de algodão de todo pais.

De acordo com o engenheiro, a colheita é feita através de máquina e já está à frente dos maiores produtores de algodão na atualidade, que são: Mato Grosso e Bahia. “A gente tem condições de colher 300 arrobas tranquilamente”. Informou Jackson.

Mais emprego
De acordo com o Agrônomo, existe no seu grupo um projeto de levar para Sousa o beneficiamento do produto, que vai gerar mais emprego e renda para a região do Sertão paraibano.

Oferta de trabalho
Ele disse que no momento está precisando de trabalhadores para catar o algodão que é derrubado pela máquina. “Essa colheita é diferente daquela feita anteriormente”. Afirmou.

Segundo o agrônomo, o grupo empresarial está investindo na Paraíba, Rio Grande do Norte e Alagoas. O Grupo Santana está no mercado há 20 anos e tem o comando do empresário Ivanilson Araújo.

Vereador comemora

O presidente da Câmara de vereadores de Sousa, Cacá Gadelha (PSD) comemorou o investimento no município e falou da importância dessa iniciativa para a região do Sertão.

Segundo Cacá, falar do Grupo Santana na cidade é falar de progresso e desenvolvimento, pois, a empresa está trazendo de volta a cultura do algodão, o “ouro branco” da Paraíba.

“O que vemos nesse investimento em Sousa é algo de primeiro mundo, algo de enaltecer e de encher os olhos de nós sertanejos, e quremos agradecer ao Senhor Ivanilson Araújo pelo investimento em nossa tera”. Frisou o parlamentar.

Fonte: Diário do Sertão